Artigos

    A maioria dos novos edifícios residenciais tem disponibilizado lareiras e churrasqueiras individuais nas unidades habitacionais.

     Inúmeras vezes, os proprietários dos apartamentos se frustram, nos momentos de descontração, na preparação de um churrasco ou à frente de uma lareira e, no dia a dia, se incomodam, com os odores provenientes do uso destas benfeitorias por parte dos vizinhos.

     Para que lareiras e churrasqueiras tenham um bom desempenho, com tiragem natural, e não causem problemas coletivos, é importante observar alguns dos seguintes itens:

  • Todos os dimensionamentos devem ser realizados no sentido de guardar adequada proporcionalidade dos componentes.
  • O depósito de cinzas, na base, deverá apresentar superfícies lisas convergindo para a abertura de limpeza.
  • A abertura de uma churrasqueira ou de uma lareira deverá estar livre de correntes de ar.   
  • O painel de fundo deverá ser inclinado para frente, ultrapassando o nível superior da abertura. Nesta posição, deverá ser feito um destaque, no início da chaminé, para provocar o refluxo das correntes de ar frio descendentes.   
  • A campânula deverá ser executada com paredes inclinadas e convergentes até o início da chaminé.   
  • Na entrada da chaminé, deverá ser instalado um registro para regulagem das vazões de ar exauridas.    
  • É conveniente que cada lareira ou churrasqueira apresente uma chaminé individualizada para evitar migração de odores para outros apartamentos.   
  • A chaminé deverá ser isolada, termicamente, para evitar o resfriamento dos gases. A redução de temperatura dos gases impede a boa tiragem natural. Para que as paredes da chaminé não sejam muito espessas, há condições de serem executadas com chapas metálicas devidamente isoladas com lã de rocha.   

     O terminal da chaminé deverá evitar  infiltrações d’água e proteger o escapamento dos gases de tamponamentos motivados pelos ventos. Um terminal do tipo “H”, de uma maneira muito eficiente, atende estes dois requisitos. A grande vantagem deste tipo de terminal é o aproveitamento dos ventos no favorecimento da tiragem. Quando os ventos são descendentes, induzem os gases a sair pelas partes inferiores do “H” e, quando ascendentes, favorecem a descarga dos gases pelas partes superiores do “H”.

Engº Luiz Fernando Michelena

Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.